Notícias

23/11/2018

Casa Militar faz homenagem a militar que atuou por 30 anos no setor administrativo

O Chefe da Casa Militar do Paraná, Coronel Maurício Tortato, entregou nesta sexta-feira (23/11), a Medalha de Mérito “Coronel PM Euclides Silveira do Valle”, o primeiro chefe do órgão, ao Subtenente PM José Schultz Netto pelos serviços prestados durante os 30 anos em que trabalhou no Setor Administrativo da Casa Militar.

Sancionada em dezembro de 2017, a condecoração foi instituída pelo então Chefe da Casa Militar, o Coronel Elio Manoel de Oliveira. O intuito é condecorar militares estaduais e federais, civis e instituições públicas ou privadas que tenham se destacado por relevante participação em prol das atividades da Casa Militar.

Desde que se aposentou em 2013, esta foi a primeira vez que o subtenente Schultz voltou à Casa Militar. Ele foi recebido com muito carinho pelo ex-colegas de trabalho. “Não esperava essa recepção tão calorosa. Estou muito feliz, puxa vida! E essa homenagem então, é uma honra receber”. A servidora Márcia Lavratti também trabalhou três décadas na Seção de Legislação e Pessoal da Casa Militar. “O subtenente sempre foi muito esforçado, dedicado, calmo, e o trabalho fluía”.  

UMA HISTÓRIA DE VIDA - Nascido na Lapa, Schultz Netto tem 72 anos. Neto de militar, cresceu sonhando em seguir a carreira do avô, major do Exército Brasileiro. O pai era professor e depois, supervisor na Rede Ferroviária Federal. Quando completou 18 anos, Schultz Netto se alistou no Exército. Deu baixa como 3º sargento, fez concurso e entrou para o Corpo de Bombeiros do Paraná. De soldado do setor operacional, passou a sargento e foi trabalhar em Londrina, onde permaneceu por cinco anos. De volta a Curitiba, ficou no CB até 1983, quando foi convidado a trabalhar no setor administrativo da CM. “Eu não sabia nada de administração, e não gostava de trabalhar no setor burocrático. Pensei muito antes de aceitar o convite. Mas aprendi o ofício e fiquei no setor por 30 anos”.

Casado há 45 anos, pai de dois filhos -um é professor e outro enfermeiro, avô de 4 netos, morador há 34 de São José dos Pinhais, e aposentado há cinco anos com dedicação exclusiva à família, o sr. Schultz só lamenta não poder pescar como antes. “Eu já pesquei muito nessa vida, e muitas vezes, devolvi o peixe para o rio porque sentia pena dele. Guardo até hoje uma vara de pescar que ganhei do então subchefe da Casa Militar, o agora coronel Maurício Tortato. Atualmente, pesco muito raramente”.

HOMENAGEM – A Medalha de Honra ao Mérito foi entregue pelo Coronel Maurício Tortato, e o Diploma, pelo subtenente Gilson Moreira Luiz, que substituiu o subtenente Schultz quando ele se aposentou. Na cerimônia, o coronel lembrou que, em 2002, quando foi designado para compor a equipe de transição na Casa Militar, “o maior suporte que tivemos foi o trabalho do subtenente Schultz, que conhecia essa máquina como ninguém, e que trabalhava independentemente das pessoas, mas sim com muito compromisso institucional e profissional, focado na missão que tinha, com uma vontade muito grande de servir, que superava o mais novo soldado e o mais novo oficial que vinham para a Casa Militar”.

O Secretário-chefe da Casa Militar acrescentou ainda, que a condecoração ao subtenente José Schultz Netto, “é o reconhecimento de honra, de mérito, de dignidade e de gratidão”.

CORONEL PM EUCLIDES SILVEIRA DO VALLE – Nascido em Curitiba no dia 20 de janeiro de 1886, ingressou no Exército Brasileiro em 1901, servindo até 1907, tendo se destacado como Escrivão Militar na Comissão de construção de uma estrada de rodagem em Joinville, SC.

Em 1908, ingressou na Polícia Militar do Paraná como 2º sargento, graduação que tinha quando estava no Exército. Foi promovido a Alferes em 1912, quando passou a desempenhar a função de Ajudante de Ordens do então Presidente do Estado do Paraná, Carlos Cavalcanti de Albuquerque. Seguiu pelos governos de Caetano Munhoz da Rocha e Affonso Alves de Camargo.

Em 1928, foi nomeado como o primeiro Chefe da Casa Militar, juntamente com um Capitão da Força Militar do Estado e um 1º Tenente da Companhia de Bombeiros. Foi promovido a Tenente-Coronel, em 1929. Após deixar a chefia da CM, já como coronel, assumiu o comando da Polícia Militar do Paraná.

Em 1951, por convocação do então governador do Estado, Bento Munhoz da Rocha Netto, retornou ao serviço ativo para assumir pela segunda vez a chefia da Casa Militar, permanecendo nesta função até o ano de 1956.

Foi agraciado ao longo da sua carreira, com as medalhas militares de tempo de serviço, Medalha do Mérito e Medalha da Paz. O Coronel Euclides Silveira do Valle faleceu com 89 anos, em 1975.

 

Por Sara Carvalho, Assessoria de Comunicação

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.